Cirurgia Maxilo-Facial

Como saber se preciso da cirurgia ortognática?

 

A cirurgia ortognática destina-se a pessoas que apresentam um crescimento desigual entre a arcada superior e inferior, o que pode trazer inúmeras consequências negativas no seu dia a dia como: apnéia do sono, ronco, dormir de boca aberta, dores nas articulações da face e dores de cabeça, dificuldade em fechar a boca, além de desarmonias estéticas. Todas essas características podem ser um indicativo para a cirurgia.

 

Quais os benefícios da cirurgia ortognática?

 

- Melhora a relação entre os dentes, músculos e esqueleto;

- Melhor posicionamento da musculatura do pescoço e da base da língua;

- Melhoria da oclusão e da articulação temporomandibular;

- Melhoria da mastigação e da digestão;

- Qualidade de vida e autoestima elevada.

 

Como é realizada a cirurgia?

 

A cirurgia é realizada em hospital sob anestesia geral, mas antes é realizado o preparo do paciente com todos os exames pré-operatórios necessários. 

Antes

Depois

O paciente é internado na manhã da cirurgia em jejum e dependendo da cirurgia o paciente recebe alta hospitalar à noite ou na manhã do dia seguinte. A cirurgia é realizada totalmente por dentro da boca, não deixando cicatriz na face. O procedimento consiste em fazer o avanço da maxila e/ou recuo da mandíbula. Com a maxila e a mandíbula reposicionadas, é restabelecido um novo perfil ao paciente, promovendo a qualidade mastigatória e a estética facial. O paciente que realiza a cirurgia ortognática passa por uma transformação física e mental, melhorando sua qualidade de vida e autoestima.

 

Qual a idade mínima para realizar a cirurgia?

 

O ideal é realizar a cirurgia após o término da fase final de crescimento. Nos homens, isso dá-se pelos 18 ou 19 anos. Nas mulheres, por volta dos 16 ou 17 anos. Entretanto o tratamento das desarmonias de crescimento da face devem se iniciar o quanto antes na infância, o que pode evitar procedimentos mais invasivos no futuro.

 

Existe dor após a cirurgia?

 

A dor é uma reação normal do organismo a qualquer trauma, entretanto os avanços das técnicas cirúrgicas como a fixação do esqueleto da face com mini-placas e parafusos de titânio não permitindo micromovimentação dos ossos e os avanços farmacológicos permitem um controle excelente deste desconforto. Haverá um inchaço no rosto, também uma reação normal do organismo, porém a partir do 4º dia começa a diminuir, evoluindo ainda melhor com a utilização de técnicas de fisioterapia como drenagem linfática.

 

Quais são os cuidados pós cirúrgicos?

 

Dieta – Durante 30 dias o paciente poderá comer alimentos líquidos e pastosos não podendo mastigar nada sólido. Deverá alimentar-se de sumos, vitaminas, sopas, caldos e cremes.Cuidados Físicos – Normalmente, nos primeiros 10 dias, o paciente fica somente em casa. Para que possa seguir os cuidados pós-operatórios recomendados. Praticamente, o seu único contato externo é com o seu cirurgião e com o fisioterapeuta. Após este período, é possível até freqüentar escola, pois o inchaço no rosto já diminuiu. Entretanto, durante os 30 primeiros dias após a cirurgia, o paciente não deve realizar nenhum esforço físico. Tampouco deve expor-se ao sol e manter-se afastado de desportos coletivos ou de riscos por 90 dias.

 

Onde é realizada a cirurgia?

 

Em ambiente hospitalar com anestesia geral. Além de oferecer mais segurança para o paciente, o hospital disponibiliza de todas as especialidades médicas, caso haja necessidade.

Contactos e Localização

Clínica Dentária Santa Joana

 

Morada: Rua Braamcamp 88-1 º esq, 1250-052 Lisboa

 

Telefones:  213 813 432  /  916 698 622                     

 

E-mail: clinicastjoana@gmail.com

 

Horário: De Segunda a Quinta das 9h às 19h00

                   Sexta das 9h00 às 17h00

 

Como chegar até nós:

 

  • METRO: Rato

  • ESTACIONAMENTO: Parques Públicos

       Rua Castilho, 39

       Rua Rodrigo da Fonseca, 44

Mapa